domingo, 13 de maio de 2012

"Para ser grande, sê inteiro" - Poema de Ricardo Reis


Frédéric Bazille, Pêcheur à l'épervier, 1868



Para ser grande, sê inteiro


Para ser grande, sê inteiro: nada
Teu exagera ou exclui.
Sê todo em cada coisa. Põe quanto és
No mínimo que fazes.
Assim em cada lago a lua toda
Brilha, porque alta vive. 

14-2-1933

Ricardo Reis, Odes 
Heterónimo de Fernando Pessoa 
1888-1935



Frédéric BazilleThe Little Gardener, 1866-1867



Biografia 


Tive amigos que morriam, amigos que partiam
Outros quebravam o seu rosto contra o tempo.
Odiei o que era fácil
Procurei-te na luz, no mar, no vento.


(1919 - 2004)



Frédéric Bazille Paysage au bord du Lez, 1870, huile sur toile



“Para sobreviver no futuro, você deve tornar-se um viciado em novidades. Abandone o passado e construa as oportunidades com base na imaginação.”

(Gary Hame)



Gary Hame

Gary Hamel é atualmente professor convidado de Estratégia e Gestão Internacional da London Business School, co-fundador da consultora internacional Strategos e diretor do Management Innovation Lab. Tem escrito artigos para jornais e revistas na área da gestão como, por exemplo, a Harvard Buiness Review, o Wall Street Journal e o Financial Times. Gary Hammel é considerado o guru da estratégia pela revista Economist, o maior especialista em estratégia de negócios pela revista Fortune e um inovador da gestão sem par pelo jornal Financial Times.

"Os visionários não continuam visionários para sempre. Poucos são capazes de imprimir sua marca numa segunda visão. Pior ainda, seus apóstolos se tornam dependentes da presciência do profeta, renunciando à própria responsabilidade pela visualização de novas oportunidades. Em geral, o visionário decadente que também é o CEO ou Chairman (Presidente da Empresa), inibe inconscientemente a capacidade de inovação radical da organização... Quanto maior o sucesso da empresa, mais arraigados seus modelos mentais. Mesmo em empresas medianamente bem sucedidas, a maioria das pessoas não questiona 90% do modelo mental existente. Opções de anos atrás raramente são reanalisadas. É difícil imaginar estratégias revolucionárias quando se começa com nove décimos do cérebro em inatividade. As opções do passado remoto quase nunca são desafiadas na ausência de uma crise... Se você for incapaz de pensar diferentemente, o futuro sempre chegará como surpresa... A autoridade que mais precisa ser questionada é a autoridade de suas próprias crenças... Procure uma empresa que esteja apresentando mau desempenho e invariavelmente se encontrará uma equipe gerencial que é prisioneira inconsciente de suas crenças superadas".

(Gary Hamel, em 'Liderando a Revolução' (Leading the Revolution - Pág. 22/136 - Editora Campus - Rio de Janeiro - 2000).

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...