quinta-feira, 12 de julho de 2012

Declaração... de José Régio


Júlio Resende, Tropical, 2007 Óleo s/tela



Declaração

Teorias são brinquedos
Que, por mim, não tomo a sério.
Tomo a sério os meus enredos.
Crer... só sei crer no Mistério.
De doutrinas não me importo!
Sinto-me bem no mar alto.
Só me recolho ao meu porto.
Convidam-me, e sempre eu falto.
De escolas, não sou aluno.
Se comunico, é em verso.
Sou muito diverso,
E uno. 

José Régio


Júlio Resende

Júlio Martins Resende da Silva Dias (Porto, 23 de Outubro de 1917 — ValbomGondomarPortugal, 21 de Setembro de 2011) foi um pintor português.
Diplomou-se em Pintura em 1945 pela Escola Superior de Belas-Artes do Porto, onde foi discípulo de Dórdio Gomes. Fez a sua primeira aparição pública em 1944 na I Exposição dos Independentes. Em 1948 partiu para Paris, recebendo formação de Duco de la Haix e de Otto Friez. O trabalho produzido em terras gaulesas é exposto em Portugal em 1949 e as propostas actualizadas que Resende demonstra são acusadas pelos artistas portugueses, definindo a sua vocação de expressionista. Assimilou algum cubismo, vai construir na sua fase alentejana, e mais tarde no Porto, uma pintura caracterizada pela plasticidade e dinâmica, de malhas triangulares ou quadrangulares, aproximando-se de forma progressiva da não figuração. Do geometrismo ao não figurativismo, do gestualismo ao neofigurativo, a sua arte desenvolve-se numa encruzilhada de pesquisas, cuja dominante será sempre expressionista e lírica. Pintor de transição entre o figurativo e o abstracto, Resende distingue-se também como professor , trazendo à escola do Porto um novo espírito aos alunos que a frequentaram na década de 1960
A obra pictórica de Júlio Resende revela que ele compreendeu a pintura europeia, porque a observou, experimentou e soube transmitir aos pintores e aos alunos que ele formou na Escola Superior de Belas-Artes do Porto. Cavaco Silva referiu-se a ele como "grande Mestre da Arte Portuguesa do último século". 
Morreu no dia 21 de Setembro de 2011 aos 93 anos.



Obras de Júlio Resende

Júlio Resende - As pombas, óleo sobre tela, 2010




Tranquilidade


Postal-Alentejo (aguarela-1950)


Postal-Estocolmo (aguarela-1957)












Moça com balão, 1971


Pássaro


S/Título


Mulher e roupa, 1986


S/Título


“Eu sou aquilo que faço e pinto. Sou expressionista. Uma pessoa é expressionista porquê? Porque exalta certas coisas e desinteressa-se por outras. Começo sempre a trabalhar sem saber muito bem aquilo que vou fazer. Gosto muito do meu instinto, daquilo que vem e que depois controlo. Naturalmente, não vou até ao fim nesse devaneio. Em devido tempo, a reflexão vem ao de cima.”  

Júlio Resende, entrevista, ao jornal «Público», em 2008



Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...