quarta-feira, 18 de julho de 2012

"Inocência" - Poema de Martins Fontes


Edward Henry Potthast Bernard Blowing Bubbles



Inocência


Criança ingénua, o dia inteiro,
com os meus caniços de taquara,
ficava eu, ao sol de então,
junto dos tanques, no terreiro,
soprando a espuma, leve e clara,
fazendo bolhas de sabão.

Corando a roupa, entre cantigas,
as lavadeiras, que passavam,
interrompiam a canção...
Riam-se as pobres raparigas,
vendo as imagens que brilhavam,
nas minhas bolhas de sabão.

Cresci. Sofri. Sonhando vivo.
E, homem e artista, ainda agora,
me apraz aquela distração...
E fico, às vezes, pensativo,
fazendo versos, como outrora
fazia bolhas de sabão.

E velho, um dia, de repente,
sem ter, de facto, sido nada,
pois tudo é apenas ilusão,
há de extinguir-se a alma inocente
que em mim fulgura, evaporada
como uma bolha de sabão.


(1884 - 1937)



Edward Henry Potthast (American, 1857-1927)


Edward Henry Potthast (10 de junho 1857 em CincinnatiOhio, † 09 de março 1927 em Nova York ) foi um pintor impressionista americano, conhecido pelas pinturas de pessoas no lazer no Central Park e nas praias de Nova York e Nova Inglaterra. Potthast estudou com Thomas Satterwhite Noble. Mais tarde, estudou na Royal Academy, em Munique com o americano Carl Marr. Depois de voltar para Cincinnati, em 1885, retomou seus estudos com Noble. Em 1886 partiu para Paris, onde estudou com Fernand Cormon. Em 1895 mudou-se para Nova York e lá permaneceu até sua morte. 
Até a idade de 39 Potthast ganhava a vida como um litógrafo. A compra de uma pintura sua do Museu de Arte de Cincinnati pode ter incentivado a abandonar litografia por uma carreira como artista plástico. O seu trabalho está incluído em muitos dos principais museus dos Estados Unidos.


Edward Henry Potthast, A girl 


Edward Potthast, In the Garden


Edward Henry Potthast, Spring Morning


Edward Henry Potthast, The Picnic


Edward Henry Potthast, Boating in Central Park


Edward Henry Potthast, Souvenir of Canada


Edward Henry PotthastNew York City (Night)


Edward Henry Potthast, A Summer`s Night


Edward Henry Potthast, Along the Mystic River


Edward Henry Potthast, Um dia de julho, óleo, 1914.


Edward Henry Potthast, A Summer Vacation


Impressionismo

Impressionismo foi um movimento artístico que surgiu na pintura europeia do século XIX. O nome do movimento é derivado da obra Impressão, nascer do sol (1872), de Claude Monet. Tudo começou com um grupo de jovens pintores que rompeu com as regras da pintura vigentes até então.
Os autores impressionistas não mais se preocupavam com os preceitos do Realismo ou da academia. A busca pelos elementos fundamentais de cada arte levou os pintores impressionistas a pesquisar a produção pictórica não mais interessados em temáticas nobres ou no retrato fiel da realidade, mas em ver o quadro como obra em si mesma. A luz e o movimento utilizando pinceladas soltas tornam-se o principal elemento da pintura, sendo que geralmente as telas eram pintadas ao ar livre para que o pintor pudesse capturar melhor as variações de cores da natureza.
A emergente arte visual do impressionismo foi logo seguida por movimentos análogos em outros meios quais ficaram conhecidos como, música impressionista e literatura impressionista.


Orientações gerais que caracterizam a pintura impressionista:
  • a pintura deve mostrar as tonalidades que os objetos adquirem ao refletir a luz do sol num determinado momento, pois as cores da natureza mudam constantemente, dependendo da incidência da luz do sol;
  • é também com isto uma pintura instantânea (captar o momento), recorrendo, inclusivamente à fotografia;
  • as figuras não devem ter contornos nítidos pois o desenho deixa de ser o principal meio estrutural do quadro passando a ser a mancha/cor;
  • as sombras devem ser luminosas e coloridas, tal como é a impressão visual que nos causam. O preto jamais é usado em uma obra impressionista plena;
  • os contrastes de luz e sombra devem ser obtidos de acordo com a lei das cores complementares. Assim um amarelo próximo a um violeta produz um efeito mais real do que um claro-escuro muito utilizado pelos academicistas no passado. Essa orientação viria dar mais tarde origem ao pontilhismo;
  • as cores e tonalidades não devem ser obtidas pela mistura de pigmentos. Pelo contrário,devem ser puras e dissociadas no quadro em pequenas pinceladas. É o observador que, ao admirar a pintura, combina as várias cores, obtendo o resultado final. A mistura deixa, portanto, de ser técnica para se tornar óptica;
  • preferência pelos pintores em representar uma natureza morta do que um objeto;
  • Uso de efeitos de sombras coloridas e luminosas;
  • Valorização de decomposição das cores;
  • As sombras devem ser luminosas e coloridas;
Entre os principais expoentes do Impressionismo estão Claude Monet, Edouard Manet, Edgar Degas, Auguste Renoir e Camille Pissarro. Podemos dizer ainda que Claude Monet foi um dos maiores artistas da pintura impressionista da época.


Edward Potthast, Looking out to Sea


Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...