quinta-feira, 16 de agosto de 2012

"As minhas asas" - Poema de Almeida Garrett


Charles Edward Perugini (British, 1839-1918), Young lovers on a beach.



As minhas asas 


Eu tinha umas asas brancas, 
Asas que um anjo me deu, 
Que, em me eu cansando da terra, 
Batia-as, voava ao céu. 

- Eram brancas, brancas, brancas, 
Como as do anjo que mas deu: 
Eu inocente como elas, 
Por isso voava ao céu. 
Veio a cobiça da terra, 
Vinha para me tentar; 
Por seus montes de tesouros 
Minhas asas não quis dar. 
- Veio a ambição, co' as grandezas, 
Vinham para mas cortar, 
Davam-me poder e glória; 
Por nenhum preço as quis dar. 

Porque as minhas asas brancas, 
Asas que um anjo me deu, 
Em me eu cansando da terra, 
Batia-as, voava ao céu. 

Mas uma noite sem lua 
Que eu contemplava as estrelas, 
E já suspenso da terra, 
Ia voar para elas, 
- Deixei descair os olhos 
Do céu alto e das estrelas... 
Vi entre a névoa da terra, 
Outra luz mais bela que elas. 

E as minhas asas brancas, 
Asas que um anjo me deu, 
Para a terra me pesavam, 
Já não erguiam ao céu. 
Cegou-me essa luz funesta 
De enfeitiçados amores... 
Fatal amor, negra hora 
Foi aquela hora de dores! 

- Tudo perdi nessa hora 
Que provei nos seus amores 
O doce fel do deleite, 
O acre prazer das dores. 

E as minhas asas brancas, 
Asas que um anjo me deu, 
Pena a pena me caíram... 
Nunca mais voei aos céus.






Vida e Obra de Charles Edward Perugini
Charles Edward Perugini painted by Lord Frederic Leighton in 1855


Charles Edward Perugini (Nápoles, 1 de setembro de 1839 - Londres, 22 Dezembro 1918), originalmente Carlo Perugini, foi um pintor neoclássico da era vitoriana. Passou a infância em Inglaterra (dos 6 anos aos 17 anos de idade) e adquiriu a nacionalidade Inglesa. Retornou a Itália aos 17 anos para estudar arte com Giuseppe Bonolis e Mancinelli Giuseppe. Em 1854 parte para Paris e estuda com o pintor Ary Scheffer
Foi apadrinhado pelo grande artista neoclássico inglês Lord Frederic Leighton, de quem se tornou amigo e, que o levou de volta para Inglaterra em 1863, onde, inicialmente, trabalhou como seu assistente de estúdio. Sob a influência de Leighton, Perugini começou a sua arte como pintor de cenas clássicas e, em seguida, virou-se para a pintura de retratos e quadros de crianças e mulheres bonitas. Em 1863 – ano em que exibiu o seu primeiro trabalho na Royal Academy – montou seu próprio atelier. Perugini viveu o apogeu de sua arte na Inglaterra.
Em 1874 casou com a pintora Kate Dickens, (1839-1929), a filha mais nova do romancista Charles Dickens, que era viúva do pintor histórico Charles Allston Collins
Perugini e sua esposa Kate tiveram um filho que morreu em 24 de Julho de 1876, com a idade de sete meses. O casal manteve o casamento até ao fim, com uma vida social ativa nos círculos artísticos de sua época.



Kate Dickens Perugini por Charles Edward Perugini


Charles Edward Perugini, Oh for the touch of a vanished hand,1900



Charles Edward Perugini- But, oh, for the touch of a vanished hand,
and the sound of a voice that is still! (detail) 1900


Charles Edward Perugini, The Goldfish Bowl



Charles Edward Perugini, The Goldfish Bowl (detail)


Charles Edward Perugini, Sílvia


Charles Edward Perugini, Girl Reading


Charles Edward Perugini, Girl Reading or a Fair Student, 1878 (detail)


Charles Edward Perugini, Fair Reflection


Charles Edward Perugini, Sílvia


Charles Edward Perugini, Girl Reading


Charles Edward Perugini, Sophie Gray


Charles Edward Perugini, A Backward Glance


Charles Edward Perugini, Miss Helen Lindsay



Charles Edward Perugini, A Capri Girl


Charles Edward Perugini, At Play


Charles Edward Perugini, Labour of Love


Charles Edward Perugini, Peonies


Charles Edward Perugini, Faithful


Charles Edward Perugini, He Loves Me, He Loves Me Not



Charles Edward Perugini, Reading

Charles Edward Perugini, Dolce far niente


Charles Edward Perugini, Ramparts


Charles Edward Perugini, 1902, O Lagarto Verde


Charles Edward Perugini, Playing at Work


Charles Edward Perugini, Girl Reading






Pinturas de Kate Dickens Perugini


Kate Perugini, batizada Catherine Elizabeth Macready Dickens (29 de outubro de 1839 - 9 de Maio de 1929), filha do escritor Charles Dickens, foi uma pintora inglesa da era vitoriana. "Kate Perugini" é a forma mais usada de seu nome, o sobrenome de seu segundo marido Charles Edward Perugini.


Dora by Kate Perugini


Kate Perugini, Lilla's A Lady


Kate Perugini, A young girl with her doll


Kate Perugini, A half-length portrait of Guy Colin, son of Sir Guy Campbell


Kate Perugini, Feeding the Rabbit


Kate Perugini, Flossie



"A Verdadeira coragem é ir atrás de seus sonhos mesmo quando todos dizem que é impossivel."




Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...