quarta-feira, 15 de agosto de 2012

"Outonal" - Poema de Florbela Espanca


Charles Webster Hawthorne (Pintor Americano, 1872-1930), 1912 



Outonal


Caem as folhas mortas sobre o lago;
Na penumbra outonal, não sei quem tece
As rendas do silêncio… Olha, anoitece!
- Brumas longínquas do País do Vago… 

Veludos a ondear… Mistério mago…
Encantamento… A hora que não esquece,
A luz que a pouco e pouco desfalece,
Que lança em mim a bênção dum afago… 

Outono dos crepúsculos doirados,
De púrpuras, damascos e brocados!
- Vestes a terra inteira de esplendor! 

Outono das tardinhas silenciosas,
Das magníficas noites voluptuosas
Em que eu soluço a delirar de amor…


Charneca em flor, 1931



Charles Webster Hawthorne


Charles Webster Hawthorne (08 de janeiro de 1872 - 29 de novembro de 1930) foi um pintor e professor americano que fundou a Escola de Cape Cod of Art em 1899.



Charles Webster Hawthorne, Autorretrato



Charles Webster Hawthorne,  O farol de Highland 



Charles W. Hawthorne, Na Praia



Charles W. Hawthorne, Miss Wilson


Charles W. Hawthorne, Artista ao ar livre



Charles W. Hawthorne, A ponte em Provincetown


Charles W.  Hawthorne, 1911, A Família do pescador



Charles W.  Hawthorne, Regresso ao Mar


Charles W.  Hawthorne, Provincetown Fisherman


Charles W.  Hawthorne, Pescador e sua filha


Charles W. Hawthorne, Refinação de petróleo



Charles W. Hawthorne, The fisher Boy


Charles W. Hawthorne, O café da manhã


Charles W. Hawthorne, Prazeres da Mesa


Charles W. Hawthorne, A Família 


Charles W. Hawthorne, Três mulheres de Provincetown



Charles W. Hawthorne, La Gigia



Charles W. Hawthorne, Beber



Charles W. HawthorneThe Boat  Steerer



Charles W. Hawthorne, Retrato de uma rapariga


"Os sonhos são as manifestações não falsificadas da atividade criativa inconsciente." 


(Carl Jung)


Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...