sábado, 1 de setembro de 2012

"Uma vida exterior simples e modesta só pode fazer bem" - de Albert Einstein


Norman Rockwell (American, 1894–1978) , Portrait of Norman Rockwell 
Painting the Soda Jerk, 1953


Uma vida exterior simples e modesta só pode fazer bem


Uma vida exterior simples e modesta só pode fazer bem, tanto ao corpo como ao espírito. Não creio de modo algum na liberdade do ser humano, no sentido filosófico. Cada um age não só sob pressão exterior como também de acordo com a sua necessidade interior. O pensamento de Schopenhauer: «O homem pode, na verdade, fazer o que quiser, mas não pode querer o que quer», impressionou-me vivamente desde a juventude e tem sido para mim um consolo constante e uma fonte inesgotável de tolerância. Esse conhecimento suaviza beneficamente o sentimento de responsabilidade levemente inibitório e faz com que não tomemos demasiado a sério, para nós e para os outros, uma concepção de vida que justifica de modo especial a existência do humor. 
Do ponto de vista objectivo, pareceu-me sempre desprovido de senso querer-se indagar sobre o sentido ou a finalidade da própria existência ou da existência da criação. E, no entanto, cada homem tem certos ideais, que o orientam nos seus esforços e juízos. Neste sentido o bem-estar e a felicidade nunca me pareceram um fim em si (chamo a esta base ética o ideal da vara de porcos). Os ideais que me iluminavam e me encheram incessantemente de alegre coragem de viver foram sempre a bondade, a beleza e a verdade. Sem o sentimento de harmonia com aqueles que têm as mesmas convicções, sem a indagação daquilo que é objectivo e eternamente inatingível no campo da arte e da investigação científica, a vida ter-me-ia parecido vazia. Os fins banais do esforço humano: propriedade, êxito exterior e luxo pareceram-me desprezíveis desde jovem. 


Albert Einstein, in 'Como Vejo o Mundo'




Vida e Obra de Norman Rockwell

Norman Rockwell

Norman Rockwell (Nova Iorque, 3 de fevereiro de 1894 — Stockbridge, Massachusetts, 8 de novembro de 1978) foi um pintor e ilustrador americano
Rockwell era muito popular nos Estados Unidos, especialmente pelas 323 capas da revista The Saturday Evening Post que realizou durante mais de quatro décadas, e das ilustrações de cenas da vida quotidiana nas pequenas cidades. Fez também capas para a revista Boy’s Life, publicação do Movimento Escuteiro nos Estados Unidos. Suas criações, bastante idealizadas da vida americana, tiveram uma grande influência na sociedade americana, principalmente como reflexão da imagem que têm de si mesmos. Sua carreira como ilustrador superou de longe sua carreira como pintor, ainda que se tenha dedicado a esta última com bastante insistência nos últimos quinze anos de vida. 
Pintou os retratos dos presidentes Eisenhower, John Kennedy, Lyndon Johnson e Richard Nixon, assim como o de outras importantes figuras mundiais, tais como Gamal Abdel Nasser e Jawaharlal Nehru. Um de seus últimos trabalhos foi o retrato da cantora Judy Garland, em 1969.




“Some people have been kind enough to call me a fine artist. I’ve always called myself an illustrator. I’m not sure what the difference is. All I know is that whatever type of work I do, I try to give it my very best. Art has been my life.” 

(Norman Rockwell)



Norman Rockwell, Triple Self Portrait - Post cover 2/13/60, 
Rockwell is the post modernist here showing himself as he is and how he would like to be.


Norman Rockwell, The Four Freedoms: Freedom from Want 


Norman Rockwell Girl in the Mirror - Post cover 2/6/51,
 Rockwell portrays the end of childhood and the beginning of adolescent womanhood.


Norman Rockwell (American, 1894–1978). The Tattoo Artist, 1944


Norman Rockwell, Before the shot - Post cover 3/15/58,
Rockwell tries to convey a sense of the fragility of being young. 


Norman Rockwell, Election Day


Norman Rockwell, Freedom of Worship,1943


Norman Rockwell, The Problem We All Live With,1964 (Ver) 


Norman Rockwell, The Shiner - Post cover 4/23/53,
For realism, Rockwell advertised for a model with a real black eye. 


Norman Rockwell, Surprise  - Post cover 3/17/56,
 A tribute to Rockwell's favorite 8th grade teacher, Miss Smith.


Tema do filme Cinema Paradiso cantado por Josh Groban


Josh Groban, nome artístico de Joshua Winslow Groban, é um cantor/compositor nascido em Los Angeles em 27 de fevereiro de 1981. Filho de uma professora com um empresário ele tem ainda um irmão 4 anos mais novo, Chris, nascido no mesmo dia. Considerado um dos cantores mais expressivos dos Estados Unidos da América, Josh Groban faz uma mistura de música clássica com o pop, resultando num som ímpar. Com os seus singelos 1,77 m, traz consigo não só a firmeza de uma voz madura mas a jovialidade de um rapaz que consegue tocar-nos com sua música.


Norman Rockwell, First Love
Sunset - Post Cover 4/24/26
 Rockwell's courting couple captures the essence of innocent romance.

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...