sexta-feira, 8 de novembro de 2013

"Restaurante" - Poema de Yvette Centeno


Jack Tworkov, (American, 1900-1982), Seated Figure (Z. Sharkey) 



Restaurante 


Leva-me outra vez para a mesma mesa 
onde fico de costas para a janela 
onde o tempo me esquece 
onde nada me toca 
o teu gesto protege 
o teu corpo separa 
a água que me dás 
interrompe a memória 

Só à porta da rua 
o tempo reaparece. 



Yvette Centeno, in A Oriente,
1ª edição, Lisboa: Editorial Presença, 
colecção Forma – 38, 1998, p.12


Yvette Kace Centeno nasceu em Lisboa, em 1940, numa família de origem germano-polaca.
Poeta, ficcionista, autora dramática, tradutora (traduziu Bertolt Brecht), doutorada em Filologia Germânica e docente na Universidade Nova de Lisboa, onde dirigiu o gabinete de Estudos de Simbologia. Colaboradora em várias publicações periódicas, tem-se destacado no domínio do ensaio com uma série de investigações sobre as relações entre a literatura e o hermetismo, interesse que condiciona uma produção literária atenta ao poder alquímico do símbolo ("A matéria das obras, alquímica ou literária, é a matéria da vida. Tudo é um (...) a partir da obra literária se pode chegar à descoberta do superior e do inferior nela, do impulso que a anima e da estrutura que a ordena num todo coerente. A obra é reflexo do homem, e o homem, centro do universo, é reflexo de Deus.", in Literatura e Alquimia, Lisboa, 1987, p. 8). Na ficção, sob o influxo de Pessoa, assume o romance "como género meditativo sem chegar ao romance-ensaio, elegíaco sem cair no domínio da prosa poética, de narração fragmentada e governada pela temporalidade interior sem por isso se integrar nos domínios do experimentalismo ou dos fluxos caóticos da consciência". (SEIXO, Maria Alzira - Portugal, A Terra e o Homem, 2.a série, Lisboa, 1983, p. 411). Na dramaturgia, estreou-se em 1974 com um volume de teatro de tendência experimental, Teatro Aberto, onde reuniu doze exercícios dramáticos.

Yvette Kace Centeno. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2013. [Consult. 2013-11-08].



Jack Tworkov, Untitled Seated Figure (Z. Sharkey), circa 1948


Jack Tworkov, Figures, 1949


Jack Tworkov, Brake III, 1960


Jack Tworkov, Untitled Collage, circa 1960-1962


Jack Tworkov, Untitled, 1982



"O escritor foi sempre um funâmbulo cego e o leitor é apenas um espectador de passagem."




Katie Melua - I Will Be There (Full Concert Version) - Official Video




Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...