domingo, 12 de janeiro de 2014

Árvore... de Manoel de Barros




Árvore 

Um passarinho pediu a meu irmão para ser sua árvore.
Meu irmão aceitou de ser a árvore daquele passarinho.
No estágio de ser essa árvore, meu irmão aprendeu de
sol, de céu e de lua mais do que na escola.
No estágio de ser árvore meu irmão aprendeu para santo
mais do que os padres lhes ensinavam no internato.
Aprendeu com a natureza o perfume de Deus
seu olho no estágio de ser árvore aprendeu melhor
o azul
E descobriu que uma casa vazia de cigarra esquecida
no tronco das árvores só serve p'ra poesia.
No estágio de ser árvore meu irmão descobriu que as árvores são vaidosas.
Que justamente aquela árvore na qual meu irmão se transformara,
envaidecia-se quando era nomeada para o entardecer dos pássaros
e tinha ciúmes da brancura que os lírios deixavam nos brejos.
Meu irmão agradecia a Deus aquela permanência em árvore
 porque fez amizade com muitas borboletas.


(in: Ensaios Fotográficos)
Manoel de Barros
 




"Poeta é um ente que lambe as palavras e depois se alucina."


Manoel de Barros





"É no ínfimo que eu vejo a exuberância."
 
Manoel de Barros





"Deixei uma ave me amanhecer."


Manoel de Barros




 
“Na natureza, uma repugnante lagarta transforma-se numa borboleta encantadora; entre os homens, ocorre o contrário; uma encantadora borboleta transforma-se numa lagarta repugnante.”

Anton Tchecov


Anton Pavlovitch Tchecov (Taganrog, 29 de janeiro de 1860Badenweiler, 15 de julho de 1904) foi um médico, dramaturgo e escritor russo, considerado um dos maiores contistas de todos os tempos. Em sua carreira como dramaturgo criou quatro clássicos e seus contos têm sidos aclamados por escritores e críticos. Tchecov foi médico durante a maior parte de sua carreira literária, e em uma de suas cartas ele escreve a respeito: "A medicina é a minha legítima esposa; a literatura é apenas minha amante.




“As pessoas passam a vida inteira em busca de felicidade; à procura de paz. Elas perseguem sonhos vãos, vícios, religiões, até mesmo outras pessoas, na esperança de preencher o vazio que as atormenta. A ironia é que o único lugar onde elas precisavam procurar era sempre dentro de si mesmas.”


Ramona L. Anderson





The Monkees - I'm a Believer [official music video] 

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...