quarta-feira, 7 de maio de 2014

"Estes Homens"... Poema de José Manuel Mendes


Pintura de Shane Wolf



Estes Homens


estes homens 
abrem as portas 
do sol nascente 

conhecem os íntimos latejos 
da cal as soltas águas 
os fermentos as uvas 
os cílios discretos do pão 

amam as urzes e as fontes 
o suor dos fenos 
a febre moira de um corpo 
de mulher 

estes homens 
partem a pedra 
com martelos de solidão 
(os olhos abismados 
nos goivos 
da lonjura) 

erguem as paredes 
as janelas crepusculares 
as asfaimadas antenas das cidades: 
céu de cimento; baba remota 
do cansaço 

estes homens 
tamisam cores: viajam nos navios 
pescam no cisco das pérolas 
do vidro 
são garimpeiros 
de uma esponja 
de coral 

moldam nas forjas 
as sílabas secretas 
do ferro 
afeiçoam os seixos e o linho 
o bafo marítimo 
das palavras 

estes homens 
dizem casa com dezembro 
nas veias 
ternura com a sede de uma seara 
grávida 
assobiam comovidos contra as sombras 
trazem na algibeira 
o trevo rugoso das cantigas 

estes homens: 
guardadores de cabras 
e de mágoas 
de espantos e revoltas 
servos emigrantes 
contrabandistas 
soldados andarilhos do mar 
carabineiros da má sorte 
trepadores das sete colinas 
operários 
azeitoneiros 
ratinhos 
levantam por maio 
os cantis do lume: voz de musgo 
concha entreaberta 

estes homens 
(pátria viva; horizonte 
de prata 
à flor da bruma) 
modelam nos andaimes 
do tempo 
o oiro (medular) da 
liberdade 


José Manuel Mendes, in 'Os Dias do Trigo (15)'



José Manuel Mendes
José Manuel Mendes 


Escritor português, José Manuel Mendes nasceu em Setembro de 1948, em Luanda. Elegeu a cidade de Braga para viver, onde, desde a adolescência, se destacou como um lutador contra o poder ditatorial instituído pelo Estado Novo, no seio dos movimentos estudantis, associativos e políticos. 
Fez o ensino superior em Coimbra, licenciando-se em Direito. Não exercendo a advocacia, dedicou-se à docência, leccionando no ensino secundário entre 1968 e 1980. Finda esta experiência pedagógico/didáctica, foi eleito deputado à Assembleia da República, onde, durante 11 anos (1980-1991), sempre soube ser um parlamentar convicto na defesa dos ideais democráticos. 
Retomando o ensino, ministra o Curso de Comunicação Social da Universidade do Minho. 
Escritor prestigiado no meio intelectual, com cerca de 30 títulos publicados, desde a poesia ao ensaio, o autor manifestou, desde muito jovem, o seu pendor criativo, tendo publicado o seu primeiro livro de poesia aos 15 anos. 
O reconhecimento desta vasta obra saltou as fronteiras do nosso país e muitos dos seus livros foram traduzidos em várias línguas e incluídos em antologias de literatura portuguesa, publicadas na Bulgária, República Checa, Alemanha e Bélgica. É o caso de Presságios do Sul, premiada com o Grande Prémio ITF de Literatura, edição bilingue, publicada na Bélgica. 
Observador de tudo quanto o rodeia, a obra do autor reflecte a vivência quotidiana, o passado e o futuro de um povo anónimo, cujas "dores" não vêm no jornal, no dizer do poeta/cantor brasileiro Chico Buarque de Holanda. 
Em 1990, o rei de Marrocos atribuiu-lhe o título de "Commandeur du Ouissam Aloui" e, em 1995, foi condecorado pelo Presidente da República Mário Soares como Grande Oficial da Ordem do Mérito. 
Caracterizados por um grande rigor estético e formal, os seus textos deixam transpirar as profundas preocupações sociais de quem, segundo Maria Augusta Silva, in Diário de Notícias de Outubro de 1998, "sonha em cada sonho um mundo mais sonhado. Mais humanizado.". 
A sua actividade literária desenvolve-se também através da sua participação em jornais e revistas culturais portuguesas e estrangeiras, programas na RDP e na Rádio Universidade do Minho (RUM), e igualmente na programação cultural da Feira do Livro que se realiza anualmente em Braga, não esquecendo a sua responsabilidade na organização de belos momentos de poesia recitada levados a cabo em vários países, nomeadamente Portugal, Espanha, Brasil, França, Alemanha e Bélgica. Como consequência deste trabalho, foi editado pela RUM, em Novembro de 1998, um CD intitulado Últimos Barcos, com poemas da sua autoria. 
O Conselho Cultural da Universidade do Minho, consciente do lugar que José Manuel Mendes ocupa no panorama cultural português, promoveu uma homenagem na comemoração do seu 50.º aniversário. 
Autor de uma obra multifacetada, são os seguintes alguns dos seus títulos: Contos - Ombro, Arma! (1978) e O Homem do Corvo (1989); Romance - Despir de Névoa (1984); Poesia - A Esperança Agredida; Limiar da Terra (1983); Rosto Descontínuo (Antologia Poética, 1992) e Presságios do Sul (1993)
Fonte: www.wook.pt/




Galeria de Shane Wolf
Shane Wolf, Self Portrait


"Originally from Cincinnati, Ohio, Shane Wolf is one of the few contemporary Masters of figural drawing and painting. After completing a bachelor's degree in graphic design from the University of Cincinnati, Shane was hired by the French ski company Salomon in Annecy, France, as a graphic designer. 



Shane Wolf, Self Portrait


Nearly 4 years later Wolf packed up and backpacked around the world for 16 months an intense voyage during which he reconnected with his innate passion for fine drawing. In 2005 he began studies at the prestigious Angel Academy of Art in Florence, Italy, where he also served as professor of drawing and painting for his remaining 2 years with the academy.



Shane Wolf, Defiance (70 by 50 cm)


Shane works uniquely from the live model and his imagination to create works that seek to honor Humanist values such as they were pursued during the Italian Renaissance, namely that of glorifying the strength and beauty of human form. Through his mastery of classical realist drawing and painting, Wolf has cultivated a proficiency in fine art of the highest caliber and poetic skill. 



Shane Wolf, Immersion (52 by 44 cm)


Shane is the recipient of multiple awards, including the Bronze Medal at the Carrousel du Louvre (2011), Gold Medal at the Salon du Val du Cher (2012), the prestigious "Prix Taylor" at the Grand Palais (2011), Hudson River Fellowship in New York (2008 et 2009) , the Art Renewal Center International Salon, top finalist awards (2007, 2008, 2009, 2010), the America China Oil Painting Artists League top finalist (2010)."

Fonte: www.galerieddg.fr/





Shane Wolf, Reflection (45 by 40 cm)



Shane Wolf, Index (70 by 50 cm)



Shane Wolf, Duo (29 by 49 cm)



Shane Wolf

Shane Wolf works uniquely from the live model to create works that honor Humanist values such as they were pursued during the Italian Renaissance.
Réalisation : mattwins.fr
Musique : EZ3kiel "Leopoldine"

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...