segunda-feira, 20 de outubro de 2014

"Suma Teológica"... Poema de Jorge de Sena


Cruzeiro Seixas, Sem título, sem data.
Serigrafia, 30.7 x 21.7 cm



Suma Teológica


Não vim de longe, meu amor, nem sossobraram 
navios no alto mar, quando nasci. 

Nada mudou. Continuaram as guerras; 
continuou a subir o preço do pão; 
continuaram os poetas, uma vez por outra, 
a perguntar por ti. 

É certo que, então, imensa gente 
envelheceu instantânea e misteriosamente. 

Mas até isso, meu amor, se não sabe ainda 
se foi por minha causa, 
se por causa de outros que terão nascido 
ao mesmo tempo que eu. 


Jorge de Sena, in 'Coroa da Terra'



Cruzeiro Seixas, Sem título, 1954
Serigrafia, 30,7 x 21.7 cm



"A vida não passa de uma oportunidade de encontro; só depois da morte se dá a junção; os corpos apenas têm o abraço, as almas têm o enlace." 


(Victor Hugo)



Cruzeiro Seixas

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...