sábado, 28 de maio de 2016

"Canção do Mar Aberto" - Poema de Armando César Côrtes-Rodrigues


Émile Bernard, Madeleine in the Bois d'Amour, 1888



Canção do Mar Aberto


Onde puseram teus olhos
A mágoa do teu olhar?
Na curva larga dos montes
Ou na planura do mar?

De dia vivi este anseio;
De noite vem o luar,
Deixa uma estrada de prata
Aberta para eu passar.

Caminho por sobre as ondas
Não paro de caminhar.
O longe é sempre mais longe…
Ai de mim se me cansar!...

Morre o meu sonho comigo,
Sem te poder encontrar.


Armando César Côrtes-Rodrigues


Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...