quinta-feira, 23 de junho de 2016

"Gato em Volutas" - Poema de Renata Pallottini


Zai Kuang, Cat in the Room, 2004



Gato em Volutas


Chegou-se a mim, com pés forrados de silêncio.
Seu rastro sinuoso marcara-se com plumas.
Ei-lo que roça no ser humano
sua egoísta subserviência.
Recolhe as unhas, como quem guardasse
um íntimo segredo invulnerável.

Ó gato, quanto mais eu te amaria
se me houvessem rasgado tuas unhas
a frágil carne, a de afeição canina!

Afasta-se, seus olhos impossíveis
fitos em alguma outra parte.

Quedo, à distância ignora o tempo morto.
E em mim a essência morta.






Zai Kuang, Girl With a Cat



"Uma casa sem gato é como um aquário sem peixe." 


(Jean-Louis Hue)


Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...