quarta-feira, 1 de junho de 2016

"Nem luz, nem destroços" - Poema de José Gomes Ferreira


Salvador Dalí, Criança geopolítica observando o nascimento do Homem Novo (1943)



Nem luz, nem destroços


Nem luz, nem destroços
deixei de passagem…
Nem a minha imagem
no rumor dos poços.

Nem um risco aberto
na cal da parede.
Nem a minha sede
no sol deserto…


José Gomes Ferreira, 
poesia II
diário dos dias cruéis, 1939


Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...