sábado, 2 de julho de 2016

"O Verão estala por todos os poros" - Poema de João José Cochofel


Émile Munier, Girl with Basket of Cherries, 1877



O Verão estala por todos os poros


O Verão estala por todos os poros
da casca das árvores,
da língua dos cães,
das asas das cigarras,
do bico do peito das mulheres
tão acerado
que rasga o céu de calor
com um golpe preciso
de lanceta. 


Quatro Andamentos (1964)
In Obra Poética
Lisboa, Caminho, 1988






«Não posso ver, hoje, a fome crescente e a chacina entre nações sem comoção. 
E a emoção pelos seres, pelos outros, pela natureza, pelo Cosmos, gera o poema.»




Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...