domingo, 20 de novembro de 2016

"No céu da noite que começa" - Poema de Fernando Pessoa


Salvador Dalí, O Sono (1937)



No céu da noite que começa


No céu da noite que começa
Nuvens de um vago negro brando
Numa ramagem pouco espessa
Vão no ocidente tresmalhando.

Aos sonhos que não sei me entrego
Sem nada procurar sentir
E estou em mim como em sossego,
P'ra sono falta-me dormir.

Deixei atrás nas horas ralas
Caídas uma outra ilusão,
Não volto atrás a procurá-las,
Já estão formigas onde estão.


27-7-1931

Poesias Inéditas 
(1930-1935) 

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...