sábado, 3 de dezembro de 2016

"Natal" - Poema de Jorge de Sena


Eugène Delacroix [French Romantic Painter, 1798-1863], Orphan Girl at the Cemetery, 1823
 (Paris, Musée du Louvre)



Natal


Fim... Não se sabe donde sopra o vento...
As terras e o mar olham com espanto
a extensão afogada em desencanto,
em falsa verdade, em legal tormento.

Houve, dizem, em tempos um momento...,
Deves saber, de sacrifício santo...
se houve... nós fizemos do teu manto
o inverno deste nosso pensamento.

Sim... Procura ter dentro da bondade
um sentimento de oportunidade
e vê na lama... a cor azul que é linda...

E vê que nunca a noite foi tamanha...,
nem houve tantos, em torno da montanha,
olhando o céu, esperando a tua vinda...


24/12/38




Eugène Delacroix, Autorretrato, c. 1837



"O que há de mais real para mim são as ilusões que crio com a minha pintura. O resto são areias movediças." 



Ferdinand Victor Eugène Delacroix (Saint-Maurice, 26 de abril de 1798 — Paris, 13 de agosto de 1863) foi um importante pintor  francês do Romantismo.
Delacroix é considerado o mais importante representante do romantismo francês. Na sua obra convergem a voluptuosidade de Rubens, o refinamento de Veronese, a expressividade cromática de William Turner e o sentimento patético de seu grande amigo Géricault. O pintor, que como poucos soube sublimar os sentimentos por meio da cor, escreveu: "…nem sempre a pintura precisa de um tema". E isso seria de vital importância para a pintura das primeiras vanguardas.
Delacroix nasceu em Saint-Maurice, numa família de grande prestigio social, e seu pai virou ministro da república. Acreditava-se que seu pai natural teria sido na realidade o príncipe Talleyrand, seu mecenas. O facto é que Delacroix teve uma educação esmerada, que o transformou num erudito precoce: frequentou grandes colégios de Paris, teve aulas de música no Conservatório e de pintura na Escola de Belas-Artes. Também aprendeu aguarela com o professor Soulier e trabalhou no ateliê do pintor Pierre-Narcisse Guérin, onde conheceu Géricault. Visitava quase todos os dias o Louvre, para estudar as obras de Rafael Sanzio e Rubens. (Daqui)



Eugène DelacroixThe Annunciation, Louvre Museum, Paris



Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...