quarta-feira, 26 de abril de 2017

"Pássaro Marinho" - Poema de Cruz e Souza


Filippo Palizzi (Italian painter, 1818 – 1899)



Pássaro Marinho 


Manhã de maio, rosas pelo prado,
Gorjeios, pelas matas verdurosas
E a luz cantando o idílio de um noivado
Por entre as matas e por entre as rosas. 

Uma toilette matinal que o alado
Corpo te enflora em graças vaporosas,
Mergulhas, como um pássaro rosado,
Nas cristalinas águas murmurosas. 

Dás o bom dia ao mar nesse mergulho
E das águas salgadas ao marulho
Sais, no esplendor dos límpidos espaços. 

Trazes na carne um reflorir de vinhas,
Auroras, virgens músicas marinhas,
Acres aromas de algas e sargaços! 




Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...