sábado, 24 de junho de 2017

"A flor fugaz" - Poema de José Eduardo Degrazia


Ivan Kap, Flowers



A flor fugaz


Porque se despe na tarde
e convida ao sortilégio
de sua carnação madura,
pétala que apura o tempo

inventando a investidura
de planta formosa e pura,
sendo lírio ou sendo rosa,
ofertada sem mais nada

do que a vida retira
o sumo, a seiva, na selva
de um desejo realizado

em sendo frágil e fugaz,
feito o amor que foi e dura
o esplendor de seu momento. 




Ivan Kap, The Shy Man



"A vida se encolhe ou se expande em proporção à própria coragem."


(Anaïs Nin)

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...