domingo, 31 de julho de 2016

"Saudade" - Poema de Judith Teixeira


Charles West Cope, Home Dreams, 1869



Saudade 


Segue-me noite e dia o teu desejo!... 
Oiço a tua voz rúbida e cantante 
Suplicar-me a carícia do meu beijo, 
numa teima exigente e perturbante! 


E o meu corpo vencido, dominado, 
vai tombar doloroso, inconsciente, 
sobre a lembrança morna do passado 
- e fica-se a sonhar... perdidamente! 


Judith Teixeira, in 'Antologia Poética' 



Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...