quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

"Dedução" - Poema de Vladimir Maiakovski


Fotografia de Ansel Adams



Dedução

 
Não acabarão nunca com o amor,
nem as rusgas,
nem a distância.
Está provado,
pensado,
verificado.
Aqui levanto solene
minha estrofe de mil dedos
e faço o juramento:
Amo
firme,
fiel
e verdadeiramente.


(Vladimir Maiakovski)



Fotografia de Ansel Adams
 

"Tudo o que é verdadeiramente sábio é simples e claro." 


Máximo Gorki,
Do Povo 


Ansel Adams, Close-up of leaves In Glacier National Park (1942)



"As palavras, meu amigo, são como as folhas de uma árvore. Para compreendermos a razão de uma folha ser deste modo e não de outro, é preciso saber como a árvore se desenvolve."


Máximo Gorki,
 Ganhando o meu pão, p. 236


Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...