terça-feira, 30 de abril de 2013

Amo! ... de J. G. de Araújo Jorge




Odilon Redon - Espírito da Floresta, 1890


Amo!



Amo a terra! Amo o sol! Amo o céu! Amo o mar!
Amo a vida! Amo a luz! Amo as árvores! Amo
a poesia que escrevo e entusiasta declamo
aos que sentem como eu a alegria de amar!


Amo a noite! Amo a antiga palidez do luar!
A flor presa aos cabelos soltos de algum ramo!
Uma folha que cai! Um perfume no ar
onde um desejo extinto sem querer inflamo!


Amo os rios! E a estranha solidão em festa,
dessa alma que possuo multiforme e inquieta
como a alma multiforme e inquieta da floresta!


Amo a cor que há nos sons! Amo os sons que há na cor!
E em mim mesmo - amo a glória de sentir-me um Poeta
e amar imensamente o meu imenso amor!


J. G. de Araújo Jorge


(José Guilherme de Araújo Jorge (Tarauacá, 20 de maio de 1914 - Rio de Janeiro, 27 de janeiro de 1987), mais conhecido como J. G. de Araújo Jorge, foi um poeta e político brasileiro
 
 
 
 
 

Galeria de Odilon Redon


Odilon Redon - A Árvore




Odilon Redon - Anêmonas e Lilases em Vaso Azul




Odilon Redon - Bouquet de flores




Odilon Redon - Bouquet de flores num vaso




Odilon Redon - Vase of poppies




Odilon Redon - Composição: Flowers, sem data, coleção particular




Odilon Redon - Mistério




Odilon Redon - Roger e Angelica, c. 1910




Odilon Redon - Roger e Angelica, 1909 
 
 
 
Odilon Redon - The Chariot of Apollo
 
 
 
Odilon Redon - Sita, c. 1893 

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...